Sexta-feira, 7 de Abril de 2006

Princípio do Vácuo...



Você tem o hábito de juntar objetos inúteis no momento, acreditando que um
dia (não sabe quando) poderá precisar deles?
Você tem o hábito de juntar dinheiro só para não gastá-lo, pois no futuro
poderá fazer falta?
Você tem o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos
e outros tipos de equipamentos que já não usa há um bom tempo?
E dentro de você?
Você tem o hábito de guardar mágoas, ressentimentos, raivas e medos?
Não faça isso.
É anti-prosperidade.
É preciso criar um espaço, um vazio, para que as coisas novas cheguem em
sua vida.
É preciso eliminar o que é inútil em você e na sua vida, para que a
prosperidade venha.
É a força desse vazio que absorverá e atrairá tudo o que você almeja.
Enquanto você estiver material ou emocionalmente carregado de coisas velhas
e inúteis, não haverá espaço aberto para novas oportunidades.
Os bens precisam circular.
Limpe as gavetas, os guarda-roupas, o quartinho lá do fundo, a garagem.
Dê o que você não usa mais.
Venda, troque, movimente e não acumule.
Dê espaço para o novo.
Não estamos falando do capitalismo/ consumismo, mas até mesmo aquele namoro
que não ata nem desata.
A atitude de guardar um monte de coisas inúteis amarra sua vida.
Não são os objetos guardados que emperram sua vida, mas o significado da
atitude de guardar.
Quando se guarda, considera-se a possibilidade da falta, da carência.
É acreditar que amanhã poderá faltar, e você não terá meios de prover suas
necessidades.
Com essa postura, você está enviando duas mensagens para o seu cérebro e
para a vida:
* primeiro, você não confia no amanhã e,
* segundo, você acredita que o novo e o melhor não são para você, já que se
contenta em guardar coisas velhas e inúteis.
O princípio de não acreditar que o melhor é para você, pode se manifestar,
por exemplo, na conservação de um velho e inútil liquidificador.
Esse princípio, expresso num objeto, denota um comportamento que pode
também estar presente em outras áreas da sua vida gerando entraves ao sucesso e à
prosperidade.
O simples fato de dar para alguém o velho liquidificador, colocando o
objeto em circulação, cria um vácuo para que algo melhor ocupe o espaço deixado.
Emocionalmente, também.
Você passa a acreditar que o novo compensará o objeto doado.
Gente, uma faxina básica, apesar da trabalheira e do cansaço que provoca, ao final é sempre bem-vinda.
Arejar espaços, fora e dentro da gente faz um bem enorme!
Vamos lá... Mãos à obra!!
Desfaça-se do que perdeu a cor e o brilho e deixe entrar o novo em sua casa
e dentro de você!
(desconheço o autor)

Um ótimo fim de semana para todos e vamos aproveitar para nos reciclarmos
por dentro e por fora!
aat Hotep (que a paz de Maat esteja em você)
Namastê,
Jufih Maat Ayuni
publicado por Jufih às 21:26

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Karina a 25 de Abril de 2006 às 16:12
Oi Jufih,

Gostaría do telefone do espaço onde vc ministra suas aulas. Pode enviar para karina@brtdobrasil.tur.br

Grata
Karina
De Aliyah a 8 de Maio de 2006 às 17:50
Essa é uma lição que todos nós deveríamos aprender!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. DANÇA ORIENTAL, DANÇA DO ...

. Provérbio Chinês

. Princípio do Vácuo...

. DANÇA - DRT

.

DANÇA

. Maat Hotep (que a Paz...

. Danço...

. COMPAIXÃO

.

ESPAÇO TERAPÊUTIC...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds